Com a terceira década do século 21 batendo à porta, o mercado se pergunta sobre como lidar com as novas tecnologias e a inovação em 2020. As projeções apontam para uma era de hiperautomatização, desenvolvimento cada vez intenso de blockchain, inteligência artificial e Internet das Coisas (Internet of Things – Iot).

Apesar do surgimento e aprimoramento de diferentes domínios tecnológicos, o grande desafio e talvez a maior disrupção trazida pelo novo ano é que empresas alterem o pensamento quanto à tecnologia: em vez de pensar em tecnologias no plural, é preciso entender a tecnologia no singular, de modo holístico e integrado. Assim, é possível observar o potencial de convergência oferecido por ferramentas distintas que podem acelerar a performance dos negócios de maneira conjunta e automatizada.

Atividades de trabalho sequenciais, checklists, auditorias e tarefas de cognição rápida, por exemplo, já podem ser executadas por máquinas. O Head de Inovação da StartSe, Cristiano Kruel, afirma que quanto maior o uso e histórico de dados para alimentar a inteligência que vem sendo implementada em todos os setores do mercado, mais será possível automatizar processos.

Outro ponto de atenção elencado pelo especialista é a mudança no comportamento dos consumidores, que sinaliza uma postura mais sustentável e colaborativa, com impactos na decisão de compra e na escolha por fornecedores engajados na causa ambiental.

>>> Saiba como neutralizar, zerar e compensar as emissões de carbono da sua empresa

Integração que gera inovação em 2020

Frente à tendência para inovação em 2020 agregar funcionalidades em um único caminho na busca de processos eficientes e ágeis, surge a questão: de que modo podemos fazer empresas mais inteligentes por meio de um aparato tecnológico inovador e integrado?

Para responder a pergunta, é preciso olhar para a infraestrutura da empresa de maneira holística, do fornecimento de energia elétrica até a manutenção predial e de sistemas (elétricos, hidráulicos, civis, entre outros), passando por todo o ciclo de consultoria, gestão e gerenciamento de energia, eficiência energética, automações e controle no consumo de utilities.

Já pensou no quanto sua empresa pode economizar com eletricidade e ganhar a confiança dos consumidores ao gerar a própria energia através de uma fonte renovável como o sol? Os bons resultados da implementação de energia fotovoltaica podem ser otimizados com softwares que monitoram em tempo real o consumo de eletricidade e realizam auditorias no uso de outros recursos, como água, gás e manutenção de temperaturas. Com eles, organizações obtém dados precisos e ainda recebem alertas via alarmes, SMS e e-mail em caso de desvios no uso de recursos.

Paralelamente, o consumo de energia e os custos da empresa podem ser reduzidos com trocas de equipamentos, como lâmpadas, máquinas e o apoio de ferramentas para manutenções preditivas e corretivas, ajudando a identificar o melhor momento para reparos no sistema de climatização, refrigeração, água e ar-quente.

Desse modo, a empresa conhece na ponta do lápis a vida útil de seus equipamentos e pode tomar decisões mais assertivas quanto à manutenção ou substituição de itens, além da grande eficiência gerada com o rígido controle de recursos.

Melhores resultados podem ser alcançados com a escolha de um fornecedor que se desenvolva junto com sua empresa unindo forças a partir de pontos focais estratégicos. Soluções integradas proporcionam ofertas personalizadas e customizáveis de serviços e ferramentas, atendendo a necessidades específicas da empresa. Com isso, dão sentido à ideia de que tecnologias isoladas não mais são capazes de corresponder à complexidade da infraestrutura empresarial.

Sua empresa quer mais tecnologia e inovação em 2020? Vamos conversar.