As tecnologias e os métodos utilizados pela indústria para análise das informações energéticas, especialmente as de energia elétrica, estão cada vez mais obsoletos. Dessa forma, surgiram novas ferramentas de monitoramento e automação elétrica, com o propósito de aprimorar a gestão desses insumos.

A digitalização de processos e a aplicação de soluções e ferramentas IoT estão sendo exigidas para impulsionar a performance das organizações. Há também uma orientação sendo imposta para melhores práticas ambientais, sociais e de governança (ESG), a fim de tornar os grupos industriais ainda mais resilientes.

As novas exigências estão demandando novas soluções e novos comportamentos. Todos esses esforços são traduzidos em maior confiabilidade, produtividade, valor entre os clientes, a sociedade e os acionistas. Logo, estão sendo exigidos recursos que reúnem as informações, viabilizam as análises e, consequentemente, levam a decisões assertivas.

O uso de softwares adequados possibilita acesso em tempo real para quaisquer esferas da organização, seja de supervisão, gerencial ou estratégica, permitindo que boas práticas sejam discutidas com dados confiáveis. Além disso, trazem possibilidades de análise de oportunidades para redução de custos, consumos e impacto ambiental.

Melhor automação e gerenciamento de energia podem trazer economia para sua empresa

De acordo com o American Council for an Energy-Efficient Economy, o Brasil destina somente US$ 191 milhões por ano à eficiência energética. Estima-se que as indústrias brasileiras economizariam R$ 7 bi no consumo anual de energia se adotassem os conceitos de Indústria 4.0, segundo a ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial).

No intuito de garantir eficiência energética, há diversas soluções inteligentes para facilitar o controle das operações. Por meio das novas tecnologias, é possível monitorar variáveis, coletar e analisar dados simultaneamente, ordenar processos e reduzir demandas por meio do controle automático de cargas.

Várias organizações já contam com suporte de programas inteligentes para automatizar e agilizar processos de logística. Dessa forma, ao estender o uso de sistemas para gestão de energia e de utilidades, as empresas podem ampliar ainda mais os seus resultados. Ademais, o uso desses softwares impacta diretamente a economia da empresa. Entenda os motivos:

Monitoramentos dos consumos

Com a ferramenta adequada, é possível monitorar continuamente e de forma sistemática o consumo de energia elétrica, água, gás etc. Dessa forma, consegue-se analisar as curvas de consumo e obter uma massa de dados. 

A ferramenta contém informações sobre várias unidades, dando ao gestor a possibilidade de comparar o consumo de outras unidades, ganhando, assim, embasamento na tomada de decisão para que a operação seja muito mais segura e de acordo com os perfis de consumo.

Sendo assim, de maneira simples, é possível visualizar possíveis oportunidades de redução, com análises gráficas disponibilizadas pelos sistemas.

Reavaliação de custos e lucros

A energia elétrica é um fator decisivo na precificação do produto, portanto, é importante economizar. Ao utilizar uma ferramenta de gerenciamento e automação elétrica, são feitas análises financeiras de acordo com o consumo monitorado.

Desse modo, é incluída a simulação de faturas, considerando as tarifas de energia atuais. Também é permitido estipular e acompanhar a evolução das metas de consumo estabelecidas, realizar comparação entre os enquadramentos tarifários e figurar os resultados financeiros obtidos em cenários de contratação de energia no mercado cativo e no mercado livre.

Análise de desperdícios

A Abesco (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia) informou que o desperdício de energia no Brasil entre 2014 e 2016 é equivalente a 1,4x a produção anual da usina hidrelétrica de Itaipu, ou seja, é um desaproveitamento de cerca de R$ 61,7 bilhões.

Conforme a CNI (Confederação Nacional de Indústrias), 68% do custo de energia no setor industrial provém de motores elétricos, sistemas de refrigeração, iluminação e ar comprimido. Apesar de funcionais, esses sistemas podem desperdiçar energia facilmente, principalmente devido aos maquinários desatualizados.

A ferramenta de gerenciamento e automação elétrica e de utilidades permite realizar automaticamente o acionamento e o desligamento, monitorar os custos, eliminar os picos de consumo e diminuir os desperdícios da organização.

A ENGIE oferece um catálogo completo de soluções para controle, monitoramento e redução de custos com energia elétrica e outros insumos. Entre em contato conosco para mais informações.

Se você gostou deste artigo, confira outros títulos em nosso blog: