A manutenção de infraestruturas é uma operação diária na vida das empresas e pode ser realizada de modo muito mais inteligente com o apoio da tecnologia. Desde a manutenção multitécnica até a automatização de equipamentos e da gestão de ativos, é possível tomar melhores decisões que geram redução de custos e uma maior disponibilidade de recursos para investir em melhorias.

Na prática, a profissionalização da gestão de facilities garante não apenas a conservação de equipamentos, das máquinas, do prédio, dos sistemas elétricos e de ar-condicionado (o que já é suficientemente importante), mas é capaz de reduzir em até 20% os custos relacionados à manutenção da infraestrutura da empresa.

Gestão de facilities digitalizada

Muitas empresas começam a pensar em otimização da gestão predial e Facility Management por conta dos altos custos de manutenção do sistema de ar condicionado. Motivadas pela busca de economia, descobrem que a gestão de facilities pode fazer muito mais pela eficiência da organização. Isso porque hoje a tecnologia é capaz de realizar diagnósticos precisos, prevendo quando será realizada a próxima manutenção em sistemas de climatização e em todo o tipo de equipamento ou sistemas, como os elétricos, hidráulicos e civis.

Para alcançar os melhores resultados, o diagnóstico é feito através de softwares customizáveis, onde as informações sobre o perfil de uso das máquinas e sistemas geram informações decisivas sobre como a empresa deve proceder em relação a serviços e manutenções para economizar.

A digitalização das tarefas inerentes à Facility Management fomenta a previsibilidade quanto à expectativa de vida dos equipamentos, a necessidade de manutenções preventivas ou corretivas. Assim, é mais fácil calcular se vale a pena seguir realizando manutenções ou trocar equipamentos por versões mais recentes e mais econômicas, sempre de acordo com as características do negócio.

Ferramentas escaláveis para gerar sinergia

Ao perceber as vantagens que a tecnologia tem levado à gestão de facilities, é comum a vontade de replicar os métodos em diferentes processos da empresa e a longo prazo. Do mesmo modo que implementar a automação ou fazer manutenção assertiva de sistemas de climatização gera economia e bem-estar de colaboradores e clientes, há muitas outras operações em facilities que se beneficiam com a eficiência e sustentabilidade proporcionada pela inovação.

Com o avanço tecnológico, ferramentas inteligentes mapeiam os serviços prestados pelas equipes em atuação, avaliando desempenho, rotinas programadas x realizadas, histórico de manutenções e acordo de nível de serviços, com acompanhamentos de KPIs em dashboards que mostram detalhadamente quais equipamentos e recursos estão sendo monitorados.

No aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG), a gestão está colhendo bons frutos com a centralização da Manutenção Multitécnica e Multisserviço do terminal de passageiros em um único fornecedor. As adaptações realizadas estão reduzindo custos ao mesmo tempo em que colocam o empreendimento dentro dos requisitos do operador do aeroporto.

Tudo isso, graças a serviços prestados 24 horas por dia com plantões e equipes dedicadas para executar a manutenção de aquecimento, ventilação e ar-condicionado, bem como manutenção elétrica e predial monitoradas com ferramentas.  Além da eficiência, a otimização da gestão de facilities em Confins permite que passageiros tenham mais agilidade, conforto e segurança.

Ao unir tecnologia à expertise dos fornecedores, a gestão de facilities pode agregar cada vez mais utilidades, e já corresponde a todo o ciclo de manutenções: diagnóstico, entrega e instalação de equipamentos mais eficientes, manutenção, bem como os mecanismos de controle do desempenho de todo o sistema. Uma solução turnkey as a service, de ponta a ponta, para impulsionar a performance de grandes empresas.

Quer todos esses benefícios na sua empresa? Vamos conversar.