O mercado de INFRA está sempre buscando inovação nos serviços, soluções, produtos e equipamentos para o setor. O mundo está cada vez mais “smart”, seja num simples ambiente residencial ou de escritório, seja nos “clusters” ou em grandes centros urbanos.

Gestores públicos e privados, além de profissionais da área, procuram estar sempre atentos às tendências e, esse ano, a 34° EXPOMAN – Exposição de Produtos, Serviços e Equipamentos para Manutenção e Gestão de Ativos –  trouxe para este público algumas novidades. Entre elas, 

Uma agenda para consolidar Facility Management

A maior feira da América Latina, realizada no início de outubro, em Vitória (ES), reuniu os principais players do mercado, promovendo novos relacionamentos comerciais e ótimas oportunidades de negócios.

A ENGIE foi um dos destaques da Feira, levando para o público presente o que há de mais inovador em soluções integradas. Leonardo Ribeiro, gerente comercial da empresa, da Divisão de Gestão Predial e Industrial, contou um pouco, em entrevista ao nosso blog, como foi a participação neste evento e que inovações os clientes podem encontrar neste setor.

O que você apontaria como tendência para o setor de Facility Management? 

Eu apontaria, como tendência, os softwares de manutenção automatizados de instalações, os softwares de gestão de ativos e paradas de manutenção e avaliação de risco, direcionadas à tomada de decisão para reduzir custos em manutenção e investimentos em novos equipamentos.

O que a ENGIE traz de inovação para este mercado? 

A ENGIE está antenada com todas essas tendências mundiais. Trazemos em nossas soluções, a integração e inovação que este novo mercado exige para a construção das “smart cities”, com a introdução de conceitos da indústria 4.0 e IoT.

Possuímos soluções descarbonizadas e abrangentes, para monitoramento de energia no processo produtivos e equipamentos; autogeração de energia com projetos de eficiência energética, utilizando biomassa, vapor ou energia solar; operação e manutenção dos sistemas de climatização nos ambientes de conforto e produtivo; e manutenções elétricas e eletromecânicas.

Além disso, disponibilizamos softwares de automação com sensoriamento em equipamentos e monitoramento destes ativos.

Quais são as principais “dores” deste setor? Que tipo de solução é mais procurada pelos clientes? 

Além de soluções “smarts”, para os novos modelos de infraestruturas que estão surgindo, percebo que há uma demanda grande para a manutenção de turbinas, geradores e operação remota de usinas.

Este é um setor preocupado com as questões ambientais, com a pegada verde? 

Sim. A indústria está sendo forçada, via pressão de mercado e governamental, a utilizar tecnologias e processos mais eficientes e que agridam menos o meio ambiente. A ENGIE é uma empresa que tem esse compromisso ambiental e a meta de zerar a emissão de carbono até 2030, em parceria com nossos clientes, oferecendo soluções que priorizem a sustentabilidade.

Que tipo de soluções sustentáveis, com valor agregado, a ENGIE oferece? 

Temos projetos de eficiência energética para troca de equipamentos mais eficientes, sejam motores elétricos, compressores, geradores, central de água Gelada ou iluminação, com investimento feito pela ENGIE. Utilizamos e geramos energia renovável, seja através de nossas hidrelétricas, usinas solares ou eólicas.

Emitimos certificados de energia renovável, os I-RECs da ENGIE, que comprovam que a eletricidade consumida pelas empresas é proveniente de fonte de energia renovável, podendo ser utilizada para neutralizar as emissões de Escopo 2 (emissões indiretas pelo consumo de energia) do Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), no âmbito do Programa Brasileiro GHG Protocol.

Com o que o cliente NÃO precisa se preocupar ao contratar uma solução ENGIE em  “Smart Facility Management”?

Nossos clientes não precisam se preocupar com nada. Oferecemos consultoria, diagnosticamos as principais “dores” e desenvolvemos um projeto customizado, pensando, inclusive, na viabilidade econômica do mesmo. A ENGIE entrega e instala os equipamentos, faz a manutenção, atende KPI’s e oferece uma solução “turnkey as a service”.