Entre em Contato
2 de junho de 2021

Em um estudo publicado pela Grand View Research em 2019, estimou-se que o mercado de ar comprimido pode chegar a US$ 40 bilhões no ano de 2025. O motivo para essa projeção é a crescente demanda para que setores fabris reduzam as emissões de CO2.

Essa tendência já é significativa no mundo: avalia-se que sejam gerados, por ano, cerca de 6 bilhões de toneladas de ar comprimido, consumindo mais de 500 bilhões de kWh, que por sua vez equivalem a um custo de US$ 30 bilhões.

Com as normas ambientais sendo cada vez mais rigorosas e com a cobrança por um consumo consciente por parte dos clientes, a produção de ar comprimido se torna uma necessidade para diferencial competitivo e sustentável para a indústria, trazendo mais modernização e performance.

Por que é importante renovar o sistema de ar comprimido?

Os sistemas de ar comprimido estão muito presentes nas indústrias por conta da segurança e versatilidade durante a aplicação. Eles são utilizados em pelo menos uma etapa do processo produtivo na indústria de transformação de plástico, borracha e polímeros.

Manter um sistema de ar comprimido antigo gera altos custos devido ao grande consumo de eletricidade e pode representar até 30% de todos os gastos com energia dentro de uma indústria. Além disso, os modelos antigos são lubrificados a óleo, o que acarreta a queima de combustível e, consequentemente, a emissão de CO2 na atmosfera.

Segundo Matheus Amorim, diretor comercial de Soluções da ENGIE, a autonomia das máquinas atuais reduziu drasticamente as necessidades de atenção e ajustes; por isso, é essencial a substituição de compressores de ar antigos por modelos para garantir a tranquilidade para o empresário, por meio de sistemas que oferecem eficiência energética e operacional. “A renovação do parque industrial pode ser a forma mais produtiva de investimento”, completa Amorim.


Quais são as vantagens dos sistemas de compressores atuais?

As principais vantagens da substituição do sistema de ar comprimido para novos compressores são:

  • Segurança operacional
  • Previsibilidade de custos
  • Redução de até 30% do consumo energétic

Como mencionado anteriormente, essa substituição também gera redução dos gastos com manutenção. Ademais, apesar de ser bem cuidado e seguir planos de manutenção, todo equipamento tem um tempo de vida útil.

Para conhecer mais sobre sistemas de ar comprimido, baixe o nosso e-book. Nele, você encontrará informações sobre custos operacionais e os benefícios econômicos do uso dessa modalidade.

Solução ENGIE

Um dos diferenciais da ENGIE é seu compromisso em assumir o papel de agente transformador e promover a transição energética, ajudando empresas a saírem de situações de instabilidade econômica, como a que o mundo passa atualmente, com a pandemia da covid-19.

Ficou interessado nesta solução da ENGIE com sistemas de ar comprimido? Entre em contato conosco.